sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Martha Medeiros


"Quem pode explicar o que me acontece dentro? Eu tenho que responder ás minhas próprias perguntas. E tenho que ser serena para aplacar minha própria demência. E tenho que ser discreta para me receber em confiança. E tenho que ser lógica para entender minha própria confusão. Ser ao mesmo tempo o veneno e o antídoto."

Martha Medeiros

Um comentário:

Géssica Andrade disse...

Muito lindo !
Senti como se esse texto tivesse sido escrito pra mim . rsrsrs

Alias, seja muito bem vinda!
Gostei de seu blog, cheio de lindas palavras..
Será una honra te-la como umas das leitoras do meu blog, e estarei sempre por aqui quando puder.

Fica na paz.

Beijos. '